Terça-feira, 11 DE Março 2008

O HINO DO FUTEBOL CLUBE DO PORTO


O hino do Futebol Clube do Porto foi composto em 1922 e é ainda hoje tocado em aniversários e outros eventos do clube, bem como durante a entrada das equipas em campo sempre que o futebol clube do Porto joga em casa. Durante a sua reprodução, a maioria dos adeptos mantém-se de pé, erguendo os cachecóis, e as claques levantam os seus estandartes. Há alguns anos, quer os Super Dragões quer o Colectivo Ultras 95 passaram também a cantá-lo durante os jogos.


A letra é da autoria do escritor e dramaturgo Heitor Campos Monteiro (que desde 1998 dá nome a uma rua na freguesia de Paranhos, no Porto[1]) e a música foi composta pelo maestro António Figueiredo e Melo, primo de António Augusto Figueiredo e Melo, que viria a ser presidente do futebol clube do porto em 1931[2], e regente da Banda do Asilo Profissional do Terço[3], que executou o hino em público pela primeira vez. Posteriormente, na década de cinquenta, o hino do futebol clube do Porto foi interpretado e gravado pela cantora Maria Amélia Canossa.


Um dos momentos altos da inauguração do Estádio do Dragão, em 2004, foi a interpretação do hino do futebol clube do porto  a cappella pela cantora alto-beirã Isabel Silvestre. Em 2006 foi lançado o CD Tanto Porto, resultado de uma parceria entre Luís Jardim e Carlos Tê, que incluía, além de cinco temas originais, três versões do hino do clube: a de Isabel Silvestre a cappella, uma versão com arranjo rock interpretada por Nuno Norte e uma regravação da versão clássica, tocada pela Orquestra Sinfónica de Londres e novamente com a voz de Maria Amélia Canossa.


 

HINO DO FUTEBOL CLUBE DO PORTO


Oh meu Porto onde a eterna mocidade

Diz à gente o que é ser nobre e leal

Teu pendão leva o escudo da cidade

Que na história deu o nome a Portugal

Oh campeão, o teu passado

É um livro de honra de vitórias sem igual

O teu brasão abençoado

Tem no teu Porto mais um arco triunfal

Porto, Porto, Porto, Porto

Porto, Porto

Quando alguém se atrever a sufocar

O grito audaz da tua ardente voz

Oh, Oh, Porto, então verás vibrar

A multidão num grito só de todos nós

Oh campeão, o teu passado

É um livro de honra de vitórias sem igual

O teu brasão abençoado

Tem no teu Porto mais um arco triunfal

Porto, Porto, Porto, Porto

Porto, Porto

 

HINO DO FUTEBOL CLUBE DO PORTO

publicado por webmaster às 17:08
links